domingo, 14 de agosto de 2011

MAGENTA UMA FLOR ,COR.
























MAGENTA, UMA FLOR, COR


Carmen Fossari






Um inverno rigoroso
acinzentou os dias
pintou as ruas, calçadas , casas
e trancas, cortinas cerradas,
sorrisos trocados por síbilantes
silêncios
onomatopaicos sussurros
sol como um quadrado
lua como um retângulo
estrelas como pequenas frestas
a olho nu espreitando
a vida galopando
montada num alazão..
(prá combinar com o poema) de crinas cinza
e olhos de cristal gelo,de sonhos enregelados.


Só dentro do coração que tu me habitas
as cores vibrantes, me aquecem
como esta de Magenta estar
desabrochou
rompendo a vedada imagem
acinzentada ,
E diante de meus olhos adormecidos
cavalgam sonhos nas margens de eu estar prateados
e de todos os sois,que se anunciam.

E vibram depois os amarelos dias, luminosos
salpicados de verdes, e vermelhas rosas
mas será nas noites acalentadas das luas
arredondadas desta ilha
que o cinza brilhará em tons de prata
de dourados ao manto estelar que avistaremos
na estação nova,que em andança se aproxima

.

Um comentário:

Otelice disse...

Parabéns Carmem. Continuas a Bela a cantar o belo.
Abraço.