quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Magnitude - 27


( Magnitude - 27)

Carmen Fossari


Entre minhas mãos e as tuas
Corre um rio
D.aguas
No leito vincado de
Tantas vidas
Entre teu corpo e meu corpo
A luz é una
Ao teu lado a inquietação dos ventos,
A incerteza da noite íngreme
Se desfaz,
Nossas as mãos,
Colhem , elas (estrelas)do universo
A quietude do Encontro
Entre tu e eu a saudade
A incerteza e a certeza
Que só ele o amor apazigua
À noite sem estrelas
E faz nossos olhos brilharem
Num
Estrelar céu,
Entre meu palco e a cena
A vida antecede, e te encontro
Na mansitude da manhã
Mesmo quando é noite.

Um comentário:

Carmen Regina Dias disse...

Eu páro, pasmo, me caio em silêncio
diante dos versos

"...A quietude do Encontro
Entre tu e eu a saudade
A incerteza e a certeza
Que só ele o amor apazigua
...

Entre meu palco e a cena
A vida antecede, e te encontro
Na mansitude da manhã
Mesmo quando é noite. ..."

Tens um estilo todo teu,
personalíssimo, me tocam,
sinto teu poema dentro
dos meus olhos.
Versos que me fazem sentidos.