domingo, 22 de junho de 2008

NOVENA

DOIS

Carmen Lucia Fossari


Lentamente a terra caminhou
Preguiçosa
Esgueirou-se na ponta dos pés
Encontrou a borda da lua
Clara, cheia, prata e ouro
Era a lua e era o sol
Era a fusão do dia e da noite
O milagre da vida
Carregado nas mãos
Ágeis do tempo
Que o convidavam a nascer
Ao menino, que chegava
Só as torres da matriz
Quebraram o silêncio
Secular de Montijo
E o rio riu da preguiça da terra
Dois estava quase se transformando em
Um e a mãe do menino
Mãos ao ventre
Sorriu .

21 de Junho 2008

Nenhum comentário: