quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

É(S)

<strong>


É(S)

carmen d.aranda fossari


A febre de meu corpo
É dor

A alegria do carnaval
É ontem

O não verso para ti nascido
É ausência

O sol apagado
É hoje

Tecer de palavras
Reencontrar eu
Na epiderme tua
É sempre

2 comentários:

poesia disse...

Nao tinha ainda lido esta tatuatem.
Bela!

Abraços poema!


Madrid, 8 fev

jj

carmen fossari disse...

QUE MARAVILLOSO, ESTAS EN MADRID,
JJ ...
QUE TENGAS MOMENTOS HERMOSOS, CON TODO ENCANTAMIENTO DE UN LUSO POETA EN TIERRAS MADRILEÃNAS... HERMOSA ESTA CALLE DE SENSIBILIDADES QUE YA NASCIERON DESDE LEON Y CASTELA...DE CERVANES Y CAMÕES...
BJS,
OLÉ|!!

C.
.