quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

LUAMAR, A LUA PRIMEIRA




quando eu amanheci , outro dia,
era aquarela e dança, água e rosa,
sol e pássaro.
o dia voou de meus alados olhos,
encostados na primeira lua,
desde sempre tatuando a beira de meu ser,
costurando todos os desejos em fio de prata,
macerando os cristais que irrompem a luz solar,
quando na esquina de meu ser
encontro os amanheceres namorando a lua vermelha e,
sou fogo e argila, ouro e cristal,
areia e vento.
sou tuas arestas de corpo e alma,
raízes de ti nascidas ,
que beijam o ventre de meu ser.


carmen fossari

Nenhum comentário: