quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

LUA 3


a lua revestiu-se de humana máscara,pontuou suas arestas em arco e beijou o vácuo entre o breu e o homem, eu mergulhei aos luares lânguidos, e era da luz em mim, femina a mulher que tocou a borda da lua.

carmenfossari

3 comentários:

poesia disse...

Seus poemas “aluados” de sentimentos belos!
Perdidamente femininos!

Gostei muito! Parabéns!

Abraços poema,

jj

poesia disse...

Bom fim-de-semana,

jj (joão Jacinto)

carmen fossari disse...

Poesia, JJ
Agradeço sua vinda in Tatuagem,a poesia de si nascida, é sempre uma bússola, persigo-a entre letras, pausas, vírgulas, orações, verbos, adjetivos,e das essencias , reabasteço o fundo do poço, de minha sede imemorial, então ouso escrever.MERCI!!"!
bjs
carmen